top of page

Modelo de linguagem

As novidades da Inteligência Artificial, como o ChatGPT, estão causando algum receio devido à capacidade de articulação de frases e compilação de grande quantidade de dados em textos. Quem pesquisa o assunto se surpreende também, mas garante que não é possível que esses geradores de linguagem “pensem” por conta própria, pois seu trabalho é apenas compilar o conhecimento já gerado pelas pessoas. Não há um impulso de criação como nos seres humanos, que é o que nos diferencia também de outras espécies.


Afinal, não nos basta obedecer um dispositivo e acordar num horário que nosso corpo não concordou, receber uma luz que não é a natural e executar movimentos horizontais e verticais de higiene pessoal, sorver um alimento preparado de forma algorítmica nem ir – virando à esquerda duas vezes, em frente duzentos metros, à direita para entrar no metrô e colocar a mão sobre a barra de segurança acima de sua cabeça e começar a calcular tarefas, atrasos, o que fazer depois ou puxar do bolso um pequeno livro, mas antes dar uma olhada no celular, colocar o fone de ouvido para ajudar a ignorar ruídos, ignorar cheiros, ignorar olhares, ignorar os produtos oferecidos, ignorar a música que existe lá fora para nos concentrarmos onde queremos chegar – ao trabalho, sim, lá buscaremos bater metas, algumas da empresa, claro, mas principalmente as nossas, que atendem ao que mandam nossos desejos, demasiado humanos, volta e meia ousados e talvez caprichosos, mas unicamente nossos desejos, que não escolhemos olhando na grade de programação, nem a partir do que oferecem as vitrines alinhadas ao mercado de moda, nem baseado no que todos estão falando daquele lugar maravilhoso ou do texto que só pode ter chegado aleatoriamente até nossos olhos, mas que maravilha que chegou, eu sabia que estava certo sobre esse assunto, nenhuma surpresa em meu queixo altivo, o que me surpreende é esse abridor de garrafas fo-da aqui abaixo, nem acredito que ainda não tenho um assim, havia até esquecido o quanto curto vinho, na verdade, eu adoro, essa bebida representa minha alma, veja só, acabei de redescobrir a mim mesmo no objeto exterior, minha essência acaba de ser aflorada pelo maravilhoso espelho da outridade material, agora percebo, agora sinto, e isso que sinto é só meu, eu existo em minha singularidade, e chatbot algum é capaz de formular aquilo que quero dizer ao mundo sem que alguém tenha que perguntar:


“Vamos lá, pessoal, mais um dia”.

“Tenho muita coisa pra te contar”.

“Dá uma olhada nesse vídeo aqui”.

“Logo mais resolvo isso”.

“Tô só pelas cinco e meia”.

“Poderíamos beber alguma coisa”.

“Ah, a gente vai levando”.

“Você é incrível”.

“Nunca disse isso para ninguém”.

“Alexa, música calma”.

“Não achei que você fosse assim”.

“A gente se fala”.


Obs.: a imagem desta publicação foi gerada através do Midjourney com a seguinte descrição: "Landscape of warm and earthy colors, oil painting, strong morning sun in the clear sky, flat green fields of the uninhabited pampa, flat horizon that allows you to look far away, distant wild horses, heat and air heavy with mystery and abandonment. Low vegetation of grass and sparse shrubs".

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


EditoraCoragem_Logo_4c.png
bottom of page